segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Cálculo de distâncias entre dois lugares

http://www.horlogeparlente.com/pt/distance.php

“Dia Internacional para a Tolerância” – 16 de Novembro


Pela disciplina de Geografia

“A Comemorar também se Aprende…
Dias Mundiais dias Internacionais”
“Dia Internacional para a Tolerância” – 16 de Novembro

Este dia foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) como sendo o dia 16 de Novembro de cada ano, em reconhecimento à Declaração de Paris, assinada no dia 12 deste mês, tendo 185 Estados como signatários.
A Declaração de Paris fez parte do evento sobre o esforço internacional do Ano das Nações Unidas para a Tolerância.
Nela os estados participantes reafirmaram a "fé nos Direitos Humanos fundamentais" e ainda na dignidade e valor da pessoa humana, além de poupar sucessivas gerações das guerras por questões culturais, para tanto devendo ser incentivada a prática da tolerância, a convivência pacífica entre os povos vizinhos.
A Declaração de Paris remetia, ainda, à Declaração Universal dos Direitos Humanos que afirma:

 Todas as pessoas têm direito à liberdade de pensamento, consciência e religião (Artigo 18);
 Todos têm direito à liberdade de opinião e expressão (Artigo 19)
 A educação deve promover a compreensão, a tolerância e a amizade entre todas as nações, grupos raciais e religiosos (Artigo 26).

 Sabias que em Portugal:
 Existem muitas formas diferentes de dizer “Bom dia”, “Como estás”...?
 Existem pessoas que não comemoram o Natal mas outras datas igualmente importantes para a comunidade religiosa a que pertencem?
 Existe um conjunto de entidades com serviços que podem apoiar os imigrantes?
 Existem acordos, designadamente no âmbito da EU, que configuram direitos a imigrantes e aos diversos grupos culturais?
 Residem pessoas dos cinco continentes com, pelo menos, 174 origens nacionais diferentes?



 Revês-te nas atitudes destas personagens?
 Gostarias que as atitudes fossem diferentes?
 Achas que não há nada que possam fazer para alterar estas atitudes?

Há muitas ideias simples que podemos adoptar. Entre elas propõem-se como exemplo:
 Experimenta participar em eventos multiculturais. Assiste a espectáculos de teatro, música, dança...
 Visita diferentes igrejas, sinagogas, templos e tenta conhecer alguns aspectos das várias crenças
 Experimenta fazer compras numa loja especializada em produtos de diferentes países e regiões. Informa-te e aprende novos hábitos alimentares, modos de fazer e a sua história.
 Aprende outras línguas pois abre horizontes e é um enriquecimento para ti.
 Procura relacionar-te com pessoas de outras culturas e partilha a tuas experiências.
 Não aceites passivamente afirmações baseadas em preconceitos e ideias feitas. Se alguma coisa te causa estranheza, procura conhecer e compreender outros pontos de vista.
 Fomenta uma perspectiva saudável do “espírito de grupo”. Para os jovens, a identificação com o grupo é muito importante. Lembra-te, no entanto, que ter orgulho no teu grupo não implica desrespeitar ou excluir os outros.
 É importante incentivar um clima de diálogo aberto e de questionamento sobre “questões sociais”, “o nosso mundo”, “as nossas especificidades”, “o que temos em comum”... É no dia a dia da escola – na sala de aula, no recreio – que a cidadania plural começa a tomar forma.

Actualmente, em Portugal, existem muitas formas de dizer “Bom dia, como estás? e “Adeus, até à próxima”
Com a tua ajuda vamos aprender!
Participa preenchendo o quadro que se encontra exposto na escola, seguindo a forma como está colocada a primeira língua.

Pela disciplina de Geografia

“A Comemorar também se Aprende…
Dias Mundiais dias Internacionais”
“Dia Internacional para a Tolerância” – 16 de Novembro

Este dia foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) como sendo o dia 16 de Novembro de cada ano, em reconhecimento à Declaração de Paris, assinada no dia 12 deste mês, tendo 185 Estados como signatários.
A Declaração de Paris fez parte do evento sobre o esforço internacional do Ano das Nações Unidas para a Tolerância.
Nela os estados participantes reafirmaram a "fé nos Direitos Humanos fundamentais" e ainda na dignidade e valor da pessoa humana, além de poupar sucessivas gerações das guerras por questões culturais, para tanto devendo ser incentivada a prática da tolerância, a convivência pacífica entre os povos vizinhos.
A Declaração de Paris remetia, ainda, à Declaração Universal dos Direitos Humanos que afirma:

 Todas as pessoas têm direito à liberdade de pensamento, consciência e religião (Artigo 18);
 Todos têm direito à liberdade de opinião e expressão (Artigo 19)
 A educação deve promover a compreensão, a tolerância e a amizade entre todas as nações, grupos raciais e religiosos (Artigo 26).

 Sabias que em Portugal:
 Existem muitas formas diferentes de dizer “Bom dia”, “Como estás”...?
 Existem pessoas que não comemoram o Natal mas outras datas igualmente importantes para a comunidade religiosa a que pertencem?
 Existe um conjunto de entidades com serviços que podem apoiar os imigrantes?
 Existem acordos, designadamente no âmbito da EU, que configuram direitos a imigrantes e aos diversos grupos culturais?
 Residem pessoas dos cinco continentes com, pelo menos, 174 origens nacionais diferentes?

“Exemplos de Intolerância”










Dia Internacional para a Tolerância_16 de Novembro
















































































Dia Internacional para a Tolerância_16 de Novembro















“Dia Internacional para a Tolerância” – 16 de Novembro

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Um litoral em perigo

"As áreas costeiras que ao longo dos tempos se têm revelado atractivas, variando a sua atractividade em função das épocas, são, contraditoriamente, palco de situações degradantes do ponto de vista ambiental.

Em Portugal o litoral é constituído, do ponto de vista geomorfológico, por costa alta (arribas) e costa baixa arenosa (praia), onde se formam os sistemas dunares. Esta área, para além de ser suporte de habitats importantes, exerce um papel não negligenciável na protecção das áreas terrestres contíguas, donde todo o tipo de acções que interfiram na sua génese e processo evolutivo se constituem como ameaças."
Adaptado de www.geota.pt
* Enumera 3 actividades humanas que coloquem em risco o litoral.

Regiões litorais: áreas ameaçadas!

O problema da erosão costeira é grave em Portugal.
Estima-se que 1/4 de toda a costa portuguesa esteja a regredir. As zonas mais críticas localizam-se no litral centro e norte, onde em alguns pontos o mar chega a avançar 8 a 10 metros da costa por ano.

Para preservar a linha de costa foram criados os Planos de Ordenamento da Orla Costeira - POOC - instrumentos legais de gestão do território que vão condicionar os usos do solo e a localização de infra-estruturas de apoio a esses usos na orla costeira, orientando o desenvolvimento das actividades que existem ou poderão existir nessa área.


Fonte: Instituto de Conservação da Natureza


Os POOC têm por área de intervenção as águas marítimas costeiras e interiores, respectivos leitos de cheia e margens, com faixas de protecção que se denominam "zona terrestre de protecção", cuja largura máxima não excede 500 metros.
Os organismos responsáveis pela elaboração destes planos são o Instituto de Conservação da Natureza (ICN) ou o Instituto Nacional da Água (INAG).

Acidentes do Litoral Português

O litoral é uma área dinâmica e pode apresentar formas muito diversificadas.

Ao longo da costa é possível encontrar vários acidentes litorais como:

* Estuários - correspondem às áreas terminais dos rios onde a água doce se mistura com a salgada (Tejo, Sado, ...);

* Lagoas Costeiras (Óbidos, Melides, Santo André, ...);


* Sistemas Lagunares da Ria de Aveiro (Imagem A) e Ria Formosa (Imagem C). A Ria de Aveiro também é denominada laguna ou haff-delta de Aveiro. Esta área corresponde ao troço final do Rio Vouga, que é uma ampla planície aluvial num vasto delta interior;




* Tômbolo de Peniche (imagem B) - uma faixa de terra ligou uma ilha ao continente, devido à acumulação de detritos que foram ocorrendo através da dinâmica das correntesl itorais;

* Península de Tróia - cordão de areia rodeado de água por todos os lados, menos por um;

* Cabos (da Roca, Carvoeiro, Raso, ...);

* Concha de São Martinho do Porto - baía com formato semi-circular.

Tipos de costa

A acção erosiva do mar depende da natureza das rochas e da configuração e disposição do relevo costeiro, bem como das correntes marinhas.
A erosão marinha manifesta-se, geralmente, com grande intensidade no litoral, onde predomina a costa alta, rochosa e escarpada (arribas).
Nas áreas do litoral de costa baixa, o trabalho erosivo do mar é menos intenso e o material detrítico é arredondado.

A agricultura portuguesa

As paisagens agrárias portuguesas





Portugal apresenta uma grande diversidade de paisagens agrárias que reflectem as condições naturais e a ocupação humana, ao longo dos séculos, e estão na base da delimitação de nove regiões agrárias – sete no Continente e as duas Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores.
No meio rural é importante destacar o espaço agrário – área ocupada com a produção agrícola (vegetal e animal), pastagens e florestas, habitações dos agricultores e, ainda, infra-estruturas e equipamentos que se relacionam com a actividade agrícola (caminhos, canais de rega, estábulos, etc.).

As paisagens agrárias caracterizam-se pelas culturas, forma e arranjo dos campos, malha dos caminhos e tipo de povoamento.

Os sistemas de cultura dominantes – conjunto de plantas cultivadas, forma como estas se associam e técnicas utilizadas no seu cultivo – apresentam grandes contrastes entre o Norte e o Sul do País, que resultam da influência de factores físicos e humanos. Habitualmente, opõem-se dois sistemas de cultivo – intensivos e extensivos.

Nos sistemas intensivos, o solo é total e continuamente ocupado. Nos tradicionais, é comum a policultura – mistura de culturas e colheitas que se sucedem umas às outras. São sistemas que ocorrem em solos relativamente férteis e abundantes em água, mesmo no Verão, e em regiões onde a mão-de-obra agrícola é numerosa.

Nos sistemas extensivos, não há uma ocupação permanente e contínua do solo. Pratica-se, habitualmente, a rotação de culturas – a superfície agrícola é dividida em folhas que, rotativamente, são, em cada ano, ocupadas com culturas diferentes, alternando os cultivos principais com espécies que permitem melhorar a qualidade do solo ou com pousios – uma folha permanece em descanso, sem qualquer cultivo.

Este sistema tradicional é praticado em áreas de solos mais pobres e secos no Verão, associando-se à monocultura – cultivo de um só produto, frequentemente destinado ao mercado. Actualmente, generalizou-se a mecanização dos trabalhos agrícolas.

Nas paisagens agrárias destaca-se a morfologia – aspecto dos campos no que respeita à forma e dimensão das parcelas e à rede de caminhos.

No Minho, no Litoral Centro e no Algarve predominam as explorações familiares de pequena dimensão constituídas por várias parcelas de forma irregular, encontrando-se quase sempre vedadas – campos fechados – com muros ou renques de árvores e arbustos, que delimitam a propriedade e protegem as culturas da invasão do gado e até do vento.

No Alentejo, predominam as explorações de média e grande dimensão e parcelas vastas de forma regular que, embora actualmente se encontrem vedadas por sebes metálicas, na sua maioria eram, tradicionalmente, campos abertos – sem qualquer vedação.

No Alentejo e em Trás-os-Montes, predomina, de um modo geral, o sistema extensivo, associado aos campos abertos e ao povoamento concentrado.

Um dos aspectos que tem condicionado a modernização e a racionalização da agricultura portuguesa é a estrutura fundiária desordenada, com o predomínio de explorações de pequena dimensão, o que condiciona a introdução de novas tecnologias agrícolas, como a mecanização. O aumento da produção poderia não só tornar o país auto-suficiente, minimizando, por sua vez, a dependência externa e aumentando mesmo a competitividade, mas também melhorar o nível de vida da população rural.

A existência de explorações muito fragmentadas, constituídas por pequenas parcelas geograficamente afastadas (maioritariamente adquiridas por herança), são também um entrave à modernização da agricultura, na medida em que traduzem um aumento dos custos de produção, pois as deslocações implicam sempre perdas de tempo, maior desgaste do material e aumento do consumo de combustível.


Assim, o emparcelamento, ou seja, o redimensionamento das explorações poderá traduzir-se numa mais-valia para o sector, pois, por exemplo, levará:
- a um aumento da produtividade e do rendimento;
- à mecanização racional de um maior número de explorações agrícolas;
- ao aumento do número de culturas por ano (de um modo geral, de uma para duas);
- à introdução de novas culturas e de novas tecnologias;
- ao rejuvenescimento e à modernização dos pomares;
- à diminuição do tempo e do esforço empregues na agricultura;
- ao menor desgaste no uso de máquinas agrícolas;
- a uma diminuição dos custos de produção;
- à melhoria das condições de vida dos agricultores.

Responde às seguintes questões:

1.Refere o número de regiões agrárias existentes em Portugal.


2. Refere as regiões agrárias onde se pratica um sistema de cultura intensivo.


3. Refere as regiões agrárias onde se pratica um sistema de cultura extensivo.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Coordenadas Geográficas

Aproxima-se a passos largos o teste sobre coordenadas geográficas.

Aqui ficam 2 links com jogos muito interessantes, com exercícios sobre estas temáticas.

http://edumed.no.sapo.pt/JogoCooGeo.htm

http://www.percursos.net/caun6coordgeog.htm

Divirtam-se!!

domingo, 3 de outubro de 2010

Clima e Produções Agrícolas

A - As laranjeiras adpatam-se a áreas com Invernos frios e Verões quentes. A geada e as secas podem destruí-las.
B - O trigo é um cereal que se adapta a vários tipos de clima. Mas desenvolve-se melhor em áreas com Verões quentes e aguaceiros fracos.
C - O algodão desenvolve-se melhor num clima quente com pelo menos 150 dias com sol. Necessita de pouca água.
D - Verões quentes com muito sol e pouca chuva é o ideal para as uvas. Geada na Primavera destrói a cultura da vinha.

* Lê, atentamente, as culturas acima descritas e as condições climáticas ideais ao seu crescimento.
1. Refere qual destes países pode ser o melhor para a produção de laranjas:
a) Reino Unido
b) Polónia
c) Espanha
2. Menciona qual destes climas é o ideal para a produção de uvas:
a) Marítimo
b) Montanha/Altitude
c) Mediterrâneo
3. Um destes países é um importante produtor de algodão. Qual é o país?
a) Noruega
b) Grécia
c) Ucrânia
4. Um destes países está entre os maiores produtores mundiais de trigo. Qual é o país?
a) Rússia
b) Grécia
c) Islândia

Alterações do Clima

"Os climas estão em constante mutação.

No passado, o Mundo foi umas vezes mais quente do que é agora e outras vezes mais frio.

Há mais de 65 milhões de anos, quando os dinossauros viviam sobre a Terra, não havia calotes de gelo polar e a vegetação tropical crescia nas actuais zonas temperadas. Mais recentemente, nos últimos milhões de anos, houve alturas em que glaciares e lençóis de gelo se estendiam para além das regiões polares.

No futuro poderá haver uma nova idade do gelo ou um clima tropical.

Os climas mudam naturalmente, mas também são alterados pela acção do Homem. "

Terra e Espaço
Enciclopédia da Ciência 3
Verbo


* Refere algumas consequências resultantes das alterações climáticas.

Estádios dos Rios

"Um rio apresenta três estádios:

* no primeiro, move-se rapidamente, rasga o seu leito, colhe e arrasta consigo os detritos rochosos;

* no segundo, torna-se mais lento e deposita os sedimentos enquanto a erosão continua;

* no terceiro, toda a sua força desaparece e libertam-se os detritos arrastados."
Terra e Espaço
Enciclopédia da Ciência 3
Verbo

Rio Douro


* Faz corresponder a cada um dos estádios de um rio, a fase do processo erosivo que é predominante.


Rios

"A chuva que cai forma poças de água, ou penetra nos solos e ressurge nas nascentes.

Esta água é levada para os vales e barrancos e, casualmente, origina ribeiras e rios que deslizam para o mar.

O correr da água ajuda a moldar as paisagens.

Rio Amazonas


Desgasta as rochas das montanhas, redeposita os detritos nas planícies e terras baixas e, eventualmente, no fundo dos mares.

A maior parte dos grandes rios mundiais localiza-se nas regiões tropicais, onde costuma haver um manancial constante de água devido às fortes chuvas tropicais."

Terra e Espaço
Enciclopédia da Ciência 3
Verbo



* Menciona dois grandes rios situados na região intertropical.

Como nascem as montanhas

"Tal como os seres vivos, também as montanhas nascem, crescem e envelhecem, embora com tempos muito mais longos que os nossos. Os Himalaias, por exemplo, que se formaram há 500 milhões de anos, são muito jovens e ainda não acabaram de crescer, tal como os Alpes e os Andes.




Himalaias - Nepal


No seu contínuo movimento, as grandes placas em que é dividida a superfície terrestre, podem colidir. Em certos casos, uma placa limita-se a deslizar por baixo de outra. Noutros casos, sobretudo se uma ou duas placas transportarem continentes, tudo é muito mais complicado e, ao colidirem, as placas amachucam-se e formam cadeias montanhosas.

Com efeito, muitas vezes os fundos marinhos de uma placa são levantados (e com ele eventuais ilhas) e elevados a altitudes notáveis, transformando-se em cadeias montanhosas. É por esta razão que nos Alpes se podem encontrar conchas fósseis acima dos 2000 metros.


Para compreender o que acontece, basta empurrar um tapete contra a parede e reparar como se formam numerosas dobras. É precisamente o que acontece durante o nascimento das montanhas. As dobrar mais pontiagudas são posteriormente erodidas pela chuva e pelo vento deixando, em seu lugar, a típica paisagem mais ondulada e suave das montanhas menos recentes.


Mais raramente, acontece que duas placas situadas por baixo de um continente começam a afastar-se. O continente quebra-se então em dois, ao longo de uma linha chamada falha. É o que está a acontecer hoje em África, no Vale do Rift. O afundamento dos blocos rochosos mais próximos das bordas torna os outros blocos, mais distantes, semelhantes a montanhas."


A Terra
Enciclopédia da Ciência
Edições Asa



* Refere o nome das duas placas tectónicas envolvidas na formação dos Himalaias.

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Fragilidade da costa portuguesa

Vejam este site:

http://tv.rtp.pt/programas-rtp/index.php?p_id=24778&e_id=&c_id=8&dif=tv

Vale a pena ver: retrata muito bem a fragilidade da costa portuguesa.

terça-feira, 20 de abril de 2010

Problemas ambientais

video

Com a participação de Catarina Baltazar

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Mapa impressionante!

Clica em:

http://www.breathingearth.net/

Passem o rato por cima de cada país...

Além de indicar quantos nascem e morrem no mundo a cada instante, indica a população de cada país e as emissões de CO2, colocando o cursor em cima de cada país.

É impressionante o movimento na China e na Índia...

Se verificarem bem, constatarão que a população da Europa não se consegue substituir. Em contrapartida, a África e a Ásia não param de aumentar.

terça-feira, 6 de abril de 2010

Acidentes Ambientais

1972 - Golfo de Omã.
O petroleiro "Sea Star" derramou 115000 toneladas neste golfo.

1973 - França.
Um camião que transportava 20 toneladas de produtos perigosos, despistou-se e explodiu, provocando 9 mortos e 45 feridos.

1976 - Corunha - Espanha.
O afundamento do navio "Urquiola" derramou 100.000 toneladas de combustível.

1983 - Tarragona - Espanha.
Explosão de gás matou 180 pessoas.

1984 - Cidade do México.
Esta cidade foi afectada por uma explosão degás, tendo morrido cerca de 1000 pessoas.

1984 - Bohpal -Índia.
Uma ruptura numa fábrica de pesticidas matou cerca de 2000 pessoas e deixou mais de 200.000 cegas.

1986 - Chernobyl - Ucrânia.
Uma explosão nuclear levou a que radiações se espalhassem por uma grande extensão, transportadas pelo vento. Milhares de pessoas ficaram afectadas pelas radiações, registou-se um número indeterminado de mortes, com origem na leucemia.



1991 - Golfo Pérsico.
Na guerra entre o Koweit e o Iraque, os iraquianos lançaram no mar toneladas de petróleo e atearam fogo a poços de petróleo que estiveram a arder durante meses, provocando uma densa nuvem de fumo.
Finais dos anos 90 do século XX.
Baía de Maré - Roménia.
A extracção de ouro está a contaminar a água com metais pesados que provocam nos seres humanos doenças e atrasos no desenvolvimento físico e intelectual.

Pegada ecológica

A pegada ecológica mede a área de terra e água necessárias para produzir os recursos que uma determinada população consome e absorver os seus resíduos.

Em 2002, o nosso planeta proporcionava 1,8 hectares por pessoa mas, me média, os Estados-membros da U.E. e os países candidatos utilizavam 4,7 hectares por pessoa. Isto significa que estamos a utilizar no presente os recursos necessários às gerações futuras e a ideia de uma pessoa de estar a servir-se dos bens destinados aos seus filhos. Por outras palavras, estamos a consumir os recursos naturais a um ritmo bem maior do que a capacidade de regeneração do planeta.


Água potável

Em todo o Mundo há 1,2 mil milhões de pessoas que não têm acesso a água potável.
Se as temperaturas globais continuarem a aumentar (2,4 a 3,1ºC) mais de mil milhões de pessoas poderão vir a sofrer de escassez de água.


Uma das razões do conflito israelo-palestiniano deve-se a questões de partilha de água, dos territórios da Judeia Amaria e Montes Golã, que possuem recursos hídricos consdieráveis.

Um acordo assinado em 1995 oficializou uma partilha desigual dos lençóis aquíferos da Cisjordânia - 82% para os Israelitas e apenas 12% para os Palestinianos.

Desflorestação

Desflorestação: consiste na diminuição da cobertura vegetal.

Causas:
- abate de árvores,
- chuvas ácidas,
- crescimento urbano,
- incêndios,
- agricultura e pecuária.

Consequências:
- diminuição de O2,
- erosão do solo,
- alterações climáticas,
- inundações,
- perda de biodiversidade.

Compostagem

A Compostagem é um processo bioquímico em que a matéria orgânica se decompõe em húmus por processos naturais.

O húmus pode ser usado como fertilizante para o solo.


Também podes fazer compostagem em casa:

1 - Instala um recipiente no quintal, em local abrigado do vento, junto a uma árvore de folha caduca, pois assim recebe sol no Inverno, porque esta não tem folhas, e tem sombra no Verão.

2 - O recipiente deve ser feito, de preferência, de madeira ou de arame e deve estar em contacto com o solo para que os microrganismos penetrem no composto.

3 - Colocam-se aí os resíduos orgânicos todos os dias.

4 - O que pode ir para o recipiente: restos de comida cozinhada (que deve ser tapada com terra), folhas e sacos de chá, cascas de batata, aparas derelva, folhas e ervas, lenha, cinzas de lenha em pouca quantidade, ramos de arbustos, cortados em bocados, serradura, palha e feno cortados em bocados, agulha de pinho (pouco), papel e cartão cortado e molhado.

5 - São necessários cerca de 8 a 10 meses para que oresíduo orgânico se transforme em composto pronto a aplicar no quintal.

Aquecimento Global

O aquecimento global da Terra pode ser considerado um dos mais sérios desafios ambientais que a Humanidade enfrenta.

As suas consequências afectam os seres vivos de todas as regiões e far-se-ão sentir nas próximas gerações.

video

Ambiente

A Terra é um sistema "vivo" que abriga milhões de organismos que mantêm relações de interdependência entre si, contribuindo para o equilíbrio ambiental.

video

Canal do Panamá

O contacto entre os oceanos Atlântico e Pacífico faz-se pelo canal artificial do Panamá, construído em 1914 - tem cerca de 81,5km de comprimento e 13,7 metros de profundidade.

Segue-se um pequeno vídeo ilustrativo da normal actividade deste canal.

video

segunda-feira, 22 de março de 2010

Equinócio:
É quando o Sol, no seu movimento aparente, corta o equador celeste.

A palavra de origem latina significa "noite igual ao dia", pois os dias e as noites têm a mesma duração.
Ocorre na mudança do Inverno para a Primavera (Março) e do Verão para o Outono (Setembro).


Equinócio da Primarera:
Este ano o Equinócio ocorreu a 20 de Março, pelas 17h32m.
Este instante marca o início da Primavera no Hemisfério Norte.

Este estação irá prolongar-se por 92,5 dias até áo próximo Solstício, que ocorrerá no dia 21 de Junho pelas 12h28m.
Devido ao início do Equinócio, os relógios irão adiantar 60 minutos, já no próximo Domingo, quando for 1 da manhã.

sábado, 13 de março de 2010

Degelo no Alasca obriga habitantes de Newtok a construir nova aldeia

"Os 350 habitantes esquimós de Newtok, no Alasca, estão a construir uma nova aldeia para viver, porque o permafrost (solo permanentemente gelado) sobre o qual assenta Newtok está a derreter. Já há quem os considere os primeiros refugiados dos EUA.

Os habitantes de Newtok, nas margens do Rio Ninglick, estão a construir uma nova aldeia, chamada Mertarvik, na ilha Nelson. Contam com a ajuda de militares no âmbito de um programa de treino do Departamento de Defesa norte-americano para a reconstrução em zonas de guerra no Afeganistão e no Iraque.

Newtok, a 805 km de Anchorage, é uma das 200 aldeias nativas que o governo federal identificou como tendo graves problemas de erosão ou inundações, muitos ligados ao rápido aumento das temperaturas.

"Grande parte do território do Alasca tem permafrost com um importante teor em gelo", explicou Gonçalo Vieira, cientista polar português que esteve na região há dois anos num congresso sobre o solo permanentemente gelado.

Além da dinâmica natural de fusão do permafrost, especilamente nas margens dos rios e no litoral, está registada "uma tendência para o aumento das temperaturas no solo. O solo sobre o qual estão instaladas localidades começa a fundir-se e a desagregar-se, ficando empapado", acrescentou Gonçalo Vieira, do centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa.

24.02.2010
Helena Geraldes, Reuters

Como se forma um tsunami

Se tens curiosidade sobre catástrofes naturais, carrega no seguinte link e observa atentamente a formação de um tsunami.

http://jn.sapo.pt/multimedia/infografia970.aspx?content_id=1506589

segunda-feira, 8 de março de 2010

Tempestade altera Praia do Guincho

Os ventos ciclónicos que atingiram os 140km/h no dia 27 de Fevereiro e a agitação do mar, transformaram a Praia do Guincho, em Cascais.


No lugar do areal raso até ao mar há agora uma autêntica falésia de areia.




(Fotos: recebidas por correio electrónico)

sábado, 6 de março de 2010

Relatório de Desenvolvimento Humano do PNUD, de 2009

Relatório de Desenvolvimento Humano - 2009

O Desenvolvimento Humano põe as pessoas no centro do desenvolvimento. Procura melhorar o potencial humano, aumentando o seu poder de escolha e de liberdade para que as pessoas possam decidir sobre as suas vidas. Desde 1990 que os relatórios anuais de Desenvolvimento Humano têm investigado desafios temáticos como a pobreza, o género, a democracia, os direitos humanos, a liberdade cultural, a globalização, a escassez de água e as alterações climáticas.

O Relatório de Desenvolvimento Humano do PNUD, de 2009, estuda as migrações no âmbito das transformações demográficas e suas tendências ao nível do seu crescimento e desigualdade. Apresenta, em detalhe, experiências individuais, familiares e de regiões locais, e explora os movimentos menos visíveis, normalmente conduzidos por grupos desfavorecidos, como as migrações sazonais e de curto prazo.




Para saber mais e fazer o download do Relatório de Desenvolvimento Humano do PNUD, de 2009 clique aqui.


Para consultares a lista de países ordenada por Índice de Desenvolvimento Humano, clica aqui

sexta-feira, 5 de março de 2010

Planisfério político interactivo

Planisfério político interactivo


Aqui fica um excelente planisfério político interactivo do sítio MrNussbaum.com.


Clica sobre a imagem...







Jogo dos Países da Europa

Clica sobre a imagem e depois arrasta e larga, sobre o mapa, os diferentes países europeus.




Polémica: Negado desvio do eixo da Terra pelo sismo do Chile

NASA: Sismo no Chile mudou eixo da Terra


Segundo um artigo do cientista Richard Gross, o sismo que atingiu o Chile em 27 de Fevereiro de 2010 pode também ter encurtado os dias no planeta.
A NASA publicou, nesta Terça feira, um artigo do cientista Richard Gross, do Laboratório de Propulsão a Jacto da NASA na Califórnia, que admite que o sismo que assolou o Chile no passado Sábado, de 8,8 graus na escala de Richter, possa ter alterado o eixo da Terra em cerca de 8 centímetros.
Segundo os cálculos feitos por Gross e pela sua equipa, os dias na Terra ter-se-ão encurtado em cerca de 1,26 microsegundos.
O modelo usado pela equipa de Gross foi o mesmo que em 2004 estimou que o terramoto na Sumatra, que foi seguido de um tsunami que atingiu as costas do Oceano Índico, alterou o eixo da Terra em 7 centímetros e encurtou os dias em 6,8 microsegundos.



Fonte:http://www.esquerda.net/content/view/15493/28/


Polémica:


Negado desvio do eixo da Terra pelo sismo do Chile


Investigador da NASA disse que o terramoto do Chile causou desvio de oito centímetros no eixo terrestre, mas cientistas alemães contestam. Dizem que isso é impossível de demonstrar.
O sismo de 8,8 na escala de Richter que atingiu o Chile no último sábado, com um balanço de quase 800 mortos, terá sido violento ao ponto de se reflectir no eixo de rotação da Terra, causando um desvio de oito centímetros, segundo investigadores da NASA. Mas cientistas alemães já contestaram os cálculos.
"As mudanças no eixo da Terra devido a um sismo são tão ínfimas que não se podem medir, e por isso não são comprováveis", garantiu Rainer Kind, do Centro de Pesquisa Geográfica de Potsdam, e um dos geógrafos mais reputados a nível mundial.
Richard Gross, investigador do Jet Propulsion Laboratory, da NASA, afirmou ter utilizado um novo modelo computacional para fazer os seus cálculos. E foi graças a isso que chegou à conclusão de que o abanão ao largo da costa chilena terá induzido um desvio de oito centímetros no eixo terrestre - este não "corre" verticalmente de norte para sul, mas tem uma inclinação de 23,45 graus.
Em consequência daquela alteração de oito centímetros, segundo Richard Gross, a duração do dia terá sido também encurtada em 1,26 microssegundos. Ou seja, 0,00000126 segundos. Na verdade, uma diferença ínfima e imperceptível.
Não é a primeira vez que se fazem cálculos sobre deslocações do eixo da Terra na sequência de terramotos. Isso aconteceu, nomeadamente, após o de 2004, ao largo de Samatra, que desencadeou o catastrófico tsunami que vitimou mais de 230 mil pessoas nas regiões costeiras do Índico.
Nos seus cálculos, aliás, Richard Gross voltou a avaliar o desvio que ele terá causado no eixo terrestre, recorrendo ao seu novo modelo, e chegou à conclusão de que ele terá sido da ordem dos sete centímetros. Rainer Kind contesta e sublinha que, até hoje, todos esses cálculos são considerados discutíveis.
Outro geofísico alemão, Karl--Heinz Glassmeier, afirmou ter "deitado as mãos à cabeça" ao ouvir a notícia. "Parece que a NASA só quis aparecer nas manchetes dos jornais, porque é totalmente impossível provar que tenha havido uma deslocação de oito centímetros do eixo terrestre", disse, citado pela Lusa.

Fonte:http://dn.sapo.pt/inicio/ciencia/Interior.aspx?content_id=1510289



Para saberes mais sobre a Terra, as placas tectónicas, as escalas dos sismos explora o recurso interactivo "Os Terramotos".

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Contrastes de desenvolvimento

O IDH foi introduzido através do primeiro Relatório de Desenvolvimento Humano (1990) e é uma maneira de medir o desenvolvimento através da combinação de três indicadores: esperança média de vida, taxa de alfabetização e PIB por habitante.




Clica sobre a imagem e explora o mapa interactivo.

Qual era o valor do IDH para Portugal em 2000?

Qual era o valor do IDH para Portugal em 2007?




We are the World

We are the World

There comes a time when we heed a certain call
When the world must come together as one
There are people dying
And it's time to lend a hand to life
The greatest gift of all
We can't go on pretending day by day
That someone, somewhere will soon make a change
We are all part of gods great big family
And the truth, you know, love is all we need

Chorus:
We are the world, we are the children
We are the ones who make a brighter day
So let's start giving
There's a choice were making
Were saving our own lives
Its true well make a better day
Just you and meSend them your heart
So they'll know that someone cares
And their lives will be stronger and free
As God has shown us by turning stones to bread
So we all must lend a helping hand

Chorus:
We are the world, we are the children
We are the ones who make a brighter day
So let's start giving
There's a choice were making
Were saving our own lives
Its true well make a better day
Just you and me
When you're down and out, there seems no hope at all
But if you just believe there's no way we can fall
Well, well, well, we'll let us realize that a change can only come
When we stand together as one

Chorus:
We are the world, we are the children
We are the ones who make a brighter day
So let's start givingThere's a choice were making
Were saving our own lives
Its true well make a better day
Just you and me
We are the world, we are the children
We are the ones who make a brighter day
So let's start giving
There's a choice were making
Were saving our own lives
Its true well make a better day
Just you and meWe are the world...

Written and composed by Michael Jackson and Lionel Richie

(USA for África)

Contrastes de desenvolvimento

Contrastes de desenvolvimento

Uma criança morre a cada 3 segundos devido à pobreza extrema! Chegou a hora de fazer a pobreza ser parte do passado.




O que podemos fazer?

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Tragédia na Madeira: Um desastre já anunciado há dois anos (Versão 5 Minutos)

Fonte: http://www.youtube.com

Equipa Farol de Ideias:

Reportagem: Sílvia Camarinha
Imagem: Sérgio Morgado
Edição:Marco Miranda
Apresentação: Maria Grego
Coordenação Editorial: Arminda Deusdado

Emissão:

Esta Reportagem foi para o ar no Biosfera em Abril de 2008.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Eu Conheço um País ....mês de Fevereiro


Passatempo mensal de Geografia
“Eu Conheço Um País…”

Mês de Fevereiro


Pistas para o País do mês de Fevereiro.

· Eu conheço um país cuja capital tem de coordenadas geográficas 37°58’’N, 23°43’’E.
· Eu conheço um país se localizada na parte meridional dos Balcãs.
· Eu conheço um país que é o berço de nascimento da democracia, da filosofia ocidental e dos Jogos Olímpicos, e dos mais importantes princípios matemáticos, e também o berço de nascimento do teatro ocidental.
· Eu conheço um país que tem um clima mediterrâneo, com invernos suaves e húmidos e verões quentes e secos.
· Eu conheço um país cujo ponto mais alto atinge 2 917 m acima do nível do mar.
· Eu conheço um país que faz parte da União Europeia desde 1 de Janeiro de 1981.

Que país é este?

Boa Sorte!

domingo, 21 de fevereiro de 2010

És bom a Geografia?

És bom a Geografia?

Clica sobre a imagem...joga e descobre se és bom a Geografia.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

A crise económica da Islândia e o turismo

Mergulhada na tormenta financeira, a Islândia tenta sobreviver ao naufrágio. A pequena ilha de 313 mil habitantes, evitou, por pouco, a bancarrota. Mas a crise relança o debate sobre a eventual adesão do país à União Europeia vista como uma bóia de salvação.

Fonte: http://www.youtube.com

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Divida externa

O interminável peso da dívida externa africana

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

A Localização Absoluta e as Coordenadas Geográficas

Capitão Tormenta e Paco em Rede Geográfica

Explorem a interactividade e aprendam o que é uma rede geográfica, o que é a latitude e a longitude e resolve o enigma para encontrares a localização exacta da ilha.





Vamos a responder!!
Onde se localiza a ilha?????

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Trabalho infantil

ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL: UMA ABORDAGEM EMPRESARIAL
(texto retirado e adaptado do site
http://www.webquestboladefutebol.com.br/atividade1_trabalhoinfantil.html

Meninas costuram bolas de futebol no PaquistãoG. Cabrera/ © International Labour Organization/www.ilo.org


O problema do trabalho infantil tem sido uma grande preocupação da Federação Mundial da Indústria de Artigos Desportivos (WFSGI) na última década. A WFSGI, com sede em Verbier, na Suíça, é uma associação independente criada em 1978 por fornecedores da indústria de artigos desportivos, associações nacionais de industriais e empresas de marcas famosas como Nike, Adidas, Reebok, New Balance, Puma, entre outras. Por isso, a Federação desempenha papel estratégico no apoio e na promoção do setor de produtos esportivos. E mais: proporciona um fórum em que os países da Europa, Ásia, América do Norte, América do Sul e Oceania podem cooperar na promoção da ética e do comércio livre e justo, bem como trabalhar para maximizar o bem-estar da humanidade por meio dos esportes. No âmbito da sua organização interna, a WFSGI trabalha em comissões que se reúnem regularmente no mundo todo. Uma dessas comissões – a Comissão de Ética e Comércio Justo (CEFT) – foi criada em 1995 pelo então presidente da WFSGI, Stephen Rubin. Seu objetivo era solucionar alguns dos problemas mais complexos com respeito a práticas comerciais éticas que estavam vindo à tona e também estabelecer um fórum em que o setor pudesse entender e analisar uma vasta gama de aspectos da responsabilidade social corporativa e implementar ações cabíveis.





Ex-trabalhadores infantis participam de manifestação em Nova Délhi , Índia, em 31 de maio de 2002, contra o uso de mão-de-obra infantil na fabricação de bolas de futebol - Manish Swarup, AP/WWP



Este vídeo sobre trabalho infantil produzido pela International Labour Organization (ILO) apresenta imagens reais com crianças em situação de exploração nas atividades de tecelagem, produção de carvão, tijolos, campos de arroz, extração de minério, pesca, prostituição e várias outras em diferentes lugares do mundo.












A actividade industrial

Charlie Chaplin - Modern times


domingo, 17 de janeiro de 2010

Dia Mundial da Liberdade



“A Comemorar também se Aprende…Dias Mundiais dias Internacionais”


Dia Mundial da Liberdade – 23 de Janeiro


A Liberdade é o conjunto de direitos reconhecidos ao indivíduo, considerado isoladamente ou em grupo, em face da autoridade política e perante o Estado; poder que tem o cidadão de exercer a sua vontade dentro dos limites que lhe faculta a lei.

"Todos os homens nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotados de razão e consciência e devem agir em relação uns aos outros com espírito de fraternidade"
Artigo I da Declaração Universal dos Direitos Humanos

"Todo homem tem capacidade para gozar os direitos e as liberdades estabelecidas nesta Declaração, sem distinção de qualquer espécie, seja de raça, cor, sexo, língua, religião, opinião política ou de outra natureza, origem nacional ou social, riqueza, nascimento ou qualquer outra condição
" Artigo II da Declaração Universal dos Direitos Humanos

O Que é a Liberdade?
É um direito comum a todo o ser humano para realizar escolhas livremente, para determinar o seu futuro e as suas opções de vida. Mas atenção! - Liberdade não é fazer o que nos apetece, sem dar contas a ninguém. Deves perceber os limites da tua liberdade individual, de forma que não contraries a liberdade do outro. Como vivemos em sociedade torna-se impossível que cada um faça o que quer sem pensar nos outros, torna-se necessário respeitar as regras gerais que convêm a todos.

Que Liberdades?
Liberdade Política – liberdade para formar partidos políticos; para votar em candidatos a diferentes cargos do governo nacional, regional ou local; para se candidatar a qualquer cargo político;
Liberdade de Expressão – liberdade de dizer o que se pensa publicamente, seja em conversa, seja por escrito.
Liberdade Religiosa – liberdade para praticar a religião que se deseja.
...
POEMA

Liberdade

Vivemos com o peso do passado e da semente
Esperar tantos anos torna tudo mais urgente
e a sede de uma espera só se estanca na torrente
e a sede de uma espera só se estanca na torrente
Vivemos tantos anos a falar pela calada
Só se pode querer tudo quando não se teve nada
Só quer a vida cheia quem teve a vida parada Só quer a vida cheia quem teve a vida parada
Só há liberdade a sério quando houver
A paz, o pão
habitação
saúde, educação
Só há liberdade a sério quando houver
Liberdade de mudar e decidir
quando pertencer ao povo o que o povo produzir



Sérgio Godinho

sábado, 2 de janeiro de 2010

Quotas da pesca



Comenta o vídeo, relacionando o impacto negativo da pesca ao colocar em perigo de estinção algumas espécies marinhas com as soluções encontradas pela UE.

Tecnologia da Pesca

Comenta o vídeo, relacionando a utilização da tecnologia na actividade piscatória com a evolução da quantidade de pescado capturado na actualidade.

A Bússola



A bússola é um instrumento de orientação muito antigo, inventado pelos Chineses para ajudar à navegação.


Para saberes mais sobre a bússola ....clica aqui


Construção de uma bússola

Material: uma rolha de cortiça, uma folha de papel, uma agulha, uma tampa de plástico de um pequeno frasco ou uma taça de água.


Modo de proceder: cortar um disco da rolha, colocá-lo na folha de papel, recortar o papel, recortar o papel que sai fora da rolha, magnetizar a agulha esfregando-a num pedaço de lã e fixar a agulha à folha de papel com fita-cola. Encher a tampa com água e colocar dentro o disco da rolha com a agulha.






Verificar que o disco gira e a agulha indica sempre a mesma direcção, que é o norte.










Para consultares outros processos caseiros de construção de uma bússola ....clica aqui.